. Bill Gates, o homem mais rico do mundo, e Donald Trump, o mais poderoso a partir de 20 de janeiro, quando será empossado presidente dos Estados Unidos, se falaram por telefone há duas semanas. A revelação foi feita no inicio da semana pelo próprio Gates, em entrevista ao canal “Bloomberg”. Segundo o cofundador da Microsoft, a conversa entre eles durou cerca de oito minutos e girou basicamente em torno de questões relacionadas ao meio ambiente.

. Na mesma entrevista, Gates anunciou a criação de um fundo de US$ 1 bilhão (R$ 3,36 bilhões) para investimentos em energia limpa, batizado “Breakthrough Energy Ventures”, e que também conta com o apoio dos bilionários Richard Branson (Virgin Group), Mark Zuckerberg (Facebook) e Jeff Bezos (Amazon).

. Como já é notório, Trump não acredita no aquecimento global, o que para ele não passa de um “lenda inventada pelos chineses”, e defende inclusive a reativação da produção de carvão nos Estados Unidos, uma das indústrias mais temidas pelos defensores da causa verde no país. Apesar das diferenças, Gates contou para a Bloomberg, sem dar maiores detalhes, que o bate papo “não foi inteiramente improdutivo”.