. Mark Zuckerberg abriu a carteira novamente, desta vez para ajudar imigrantes ilegais que vivem nos Estados Unidos. O cofundador do Facebook enviou há algumas semanas um cheque de US$ 5 milhões (R$ 16,5 milhões) ao TheDream.US, um fundo voltado para jovens que passam pela situação e com o objetivo de distribuir bolsas de estudos para eles em universidades do país.
. Apenas neste ano Zuckerberg já fez várias doações de peso, como os US$ 50 milhões (R$ 165 milhões) que ele investiu em fevereiro nos projetos de um grupo de médicos e cientistas do mundo inteiro que trabalham em pesquisas sobre doenças sem cura.
. Em 2015, quando se tornou pai, o jovem bilionário prometeu que doaria 99% das ações que possui do site de relacionamentos e que representam a maior parte da fortuna dele, estimada atualmente em US$ 62,7 bilhões (R$ 207 bilhões) – US$ 15,9 bilhões (R$ 52,5 bilhões) a mais do que ele possuía na época, lembrando que o Facebook disparou na bolsa nos últimos dois anos.