Arrocha de Guto Lima abre o terceiro dia do Festival Passo a Paço

 

 . O terceiro dia de Festival Passo a Paço 2019 começou esquentando no clima de arrocha: o célebre “rei” do gênero, Guto Lima, levou seu repertório potente para o público do evento no começo da noite des sábado, 7/9, reunindo uma multidão no Palco da Banana, dentro do Porto de Manaus. O evento é organizado pela Prefeitura de Manaus.

 . Depois de cantar sucessos como “Chifre não é asa” e “Solteiro não trai”, o cantor amazonense encerrou o show lançando DVDs gratuitos em direção à plateia.

 . “Estou aqui pela primeira vez e fico feliz em participar desse evento que reúne grandes artistas e ser um deles. Agradeço também ao carinho dos amazonenses que vieram me prestigiar e de outros Estados também”, afirmou Guto.

 

 

Hip-hop e força feminina

 . Antes do arrocha, quem abriu a programação do terceiro dia no Palco da Banana foi a dupla Lary Go & Strela, que comandou o palco com seu hip-hop autoral.

 . Com músicas que abordam a representatividade feminina e o cotidiano manauara, as artistas levaram diversos convidados ao show, como o DJ Rani, o grupo de dança Virtuous Girls, e participações especiais de Catarina Eduarda, Karen Francis, Bombartick Rodrigues e Iago Banjar.

 . “Essa foi a nossa primeira vez nos apresentando no Festival e achamos maravilhoso. É muito bom ver o nosso trabalho sendo reconhecido, levando a voz da periferia, das mulheres e da zona Norte para todos”, declaram as artistas.

 

Pelo Palco da Banana ainda passará hoje a última atração nacional do local, Baco Exu do Blues.

 

Plataforma Malcher

 . Mostrando suas influências de pop rock e MPB, o cantor manauara Santaella fez sua estreia no Palco Plataforma Malcher. No repertório do show, houve espaço tanto para canções autorais, como “Fundo em branco”, “Nunca limite”, “Estado natural”, “Vinte minutos” e “Hemisfério hostil”, quanto para versões de Djavan, Tim Maia, Beyoncé, Alicia Keys, John Mayer, Bruno Mars, entre outros.

 

 . Pela Plataforma Malcher, passaram ainda o cantor Zeca Pagodinho e o grupo Liniker e os Caramelows, encerrando as apresentações do dia.

 

Coreto

 . Queridinho pelo público, o palco Coreto, na Praça Dom Pedro II, é uma boa pedida para quem quer ficar mais próximo aos artistas. No sábado, o palco abriu a programação com o ecletismo dos irmãos Raulnei e Rainier de Carvalho. Os irmãos revezaram canções brasileiras, indo do rock a toada, e contextualizando com o cenário político atual.

 . Em seguida, vestido de amarelo em alusão ao Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, o cantor Dan Stump foi o segundo a subir no Coreto. Com seu delicado folk alternativo, Dan atraiu aqueles que passeavam pela praça e os convidou, através da melodia, a um momento de reflexão musical.

. Nos intervalos de cada apresentação, o grupo Gandhicats animava o público com uma performance de dança.

 

Museu e Mundo Giramundo

 

. Outro local que tem recebido centenas de pessoas durante os quatro dias do Passo a Paço é o Museu da Cidade, que está com visitação aberta de 16h as 21h, com última entrada as 20h20.

 . Outro espaço que tem sido explorada é a exposição Mundo Giramundo, onde várias pessoas estão conhecendo o fabuloso mundo do teatro de bonecos.


. O Passo a Paço é um grande sucesso! Aplausos de pé para a Prefeitura de Manaus.

 

Conteúdo

Categorias