Cabines de Higienização Microbiológica no IC e IML

Publicado em 13/05/2020 | Por Fernando Coelho Jr. | 69 Views

 


. Uma parceria entre o Sindicato dos Peritos Oficiais do Amazonas (SINPOEAM) e a empresa EcoArt viabilizou a produção de duas Cabines de Higienização Microbiológica que serão instaladas nesta quinta-feira (14), no Instituto de Criminalística (IC) e no Instituto Médico Legal (IML) do Estado. A iniciativa tem o objetivo de dar mais proteção aos profissionais que compõem a estrutura da perícia diante da pandemia mundial de novo coronavírus, além de proteger contra uma gama de outros microorganismos que também são agentes patológicos.


. As Cabines de Higienização Humana utilizadas em grandes centros em todo o mundo têm como foco o combate à contaminação de origem microbiológica. As Cabines de Higienização Microbiológica produzidas pelo SINPOEAM e pela EcoArt têm o funcionamento totalmente automatizado, que consiste no acionamento automático de borrifadores com substâncias específicas para higienizar pessoas, as vestimentas e equipamentos de proteção individual que porventura elas estejam utilizando.


. O modelo desenvolvido pela parceria é o aprimoramento técnico dessas estruturas já utilizadas no mundo inteiro, fruto do esforço de um grupo de trabalho multidisciplinar formado por técnicos da empresa e Peritos das mais variadas áreas de conhecimento (químicos, bioquímicos, farmacêuticos, engenheiros e biólogos). De acordo com o vice-presidente do SINPOEAM e um dos responsáveis pelo projeto, Ilton Soares, o grupo estudou e analisou as estruturas das cabines, o produto ideal para uso, além da ecotoxicidade ambiental.


. “Existem no mercado diferentes produtos sanitizantes e com variadas aplicações. Porém, alguns são inadequados para a utilização nesse tipo de cabine, por sua toxidade ou baixa eficiência. Selecionamos a substância Clorexidina por ter um amplo espectro de ação microbiológica, baixa ecotoxicidade e preço acessível. A Cloroexidina pode ser encontrada em rótulos de vários fabricantes e com registro em órgãos competentes”, informou.


. Após o desenvolvimento, as cabines passaram por um período de testes e deverão receber uma validação da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). “A equipe agora está finalizando os últimos testes necessários para a elaboração de uma nota técnica e a tendência é a validação em parceria com Universidade. Já entramos em contato com os profissionais da UEA para análise mais aprofundada do nosso produto final”, frisou o Perito Criminal Fabiano Vargas, Doutor em Biotecnologia e um dos coordenadores do projeto.

 


 

 

Deixe seu comentário

Pesquisa
Mais vistos
Festa surpresa!

Notas

Data: 18/11/2018 Por: Fernando Coelho Jr.

Festa surpresa!

Clicks do dia

Clicks do dia

Data: 18/10/2018 Por: Fernando Coelho Jr.

Clicks do dia

O Copa ferveu!

Notas

Data: 15/11/2018 Por: Fernando Coelho Jr.

O Copa ferveu!

Get together

Notas

Data: 21/05/2019 Por: Fernando Coelho Jr.

Get together

Topo