segunda-feira, abril 22, 2024

Balé Folclórico do Amazonas se apresenta em quatro estados neste mês

A partir desta quinta-feira (10/08), o Balé Folclórico do Amazonas apresentará o espetáculo ‘Dança do Sol’ em quatro estados brasileiros – Roraima, Amapá, Mato Grosso e Piauí. As apresentações, que têm entrada gratuita, fazem parte do projeto ‘Folcloreando Pelo Norte’, contemplado com o Prêmio Funarte Circulação e Difusão da Dança 2022, e inclui uma turnê com uma série de exibições por diversas cidades brasileiras.

Nesta quinta, às 19h30, o grupo subirá ao palco do Teatro Jaber Xaud, localizado no Sesc Mecejana, em Boa Vista (RR). A turnê de ‘Dança do Sol’ iniciou no mês de maio, e já passou pelos estados de Rondônia, Tocantins, Maranhão e Acre, além do próprio Amazonas.

Em seguida, a companhia segue para Macapá (AP), onde se apresenta no sábado (12/08), às 19h, no salão de eventos do Sesc Araxá, no bairro Vila Santa Terezinha. Já no dia 14 de agosto, às 19h, o balé dança no Sesc Cajuína, em Teresina (PI) e, por fim, no dia 16 de agosto, às 19h, o espetáculo acontece em Cuiabá (MT), no teatro do Sesc Arsenal, localizado no bairro Centro Sul.

A montagem, que estreou em 2017 e é coreografada pela bailarina e diretora da companhia, Conceição Souza, e pelo bailarino Flávio Soares, trata de uma dança sagrada, uma invocação ao Sol para realização do ritual da puberdade, onde os jovens são apresentados às quatro malocas. Após o rito, eles eram considerados aptos ao casamento e já podiam ser entendidos como guerreiros, esse rito de passagem está entrelaçado ao mito arara.

Histórico

O Balé Folclórico do Amazonas foi criado, em 2001, com o objetivo de resgatar e divulgar as ações destinadas à valorização e dinamização das danças folclóricas regionais. Desde a data de sua criação, o BFA apresenta espetáculos retratando as danças regionais do Estado com um olhar contemporâneo resgatando a história de todo eixo folclórico.

O repertório da companhia é repleto de espetáculos que enaltecem a riqueza cultural e o cotidiano do nosso povo, como o ‘Manaus Maná D’agua’, primeira obra do seu repertório; ‘Folguedos’, ‘Bem do Interior’, ‘Beiradão’, ‘Herança Africana’, entre outros.

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias