quarta-feira, abril 24, 2024

Dia Internacional da Mulher: Vozes do Amazonas

Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, simboliza um grande marco na jornada histórica feminina no Brasil e no mundo, pelas conquistas por igualdade de direitos civis, na luta por reivindicações a favor de melhores condições trabalhistas, sociais e políticas.

E para celebrar esta data, o Site Conteúdo AM, conversou com três cantoras, Mulheres do Amazonas, que usam suas vozes para expressar seus pensamentos, talentos e conquistas, em um ambiente que é formado por maioria masculina.

A cena da música em Manaus traz um leque de cantoras importantes que produzem músicas independentes, com gêneros musicais diversos e características únicas, conquistando um protagonismo no cenário.

Lorena Simpson 

Natural de Manaus,  Lorena Simpson, além de cantora, é compositora, dançarina e coreografa, dona de músicas que marcaram o cenário eletrônico no Brasil e no mundo.

“Eu acredito que o mercado fonográfico ainda é formado por homens em sua grande maioria, independentemente de território! O fato de eu ter nascido no Amazonas me trouxe foco e determinação essenciais para minha jornada, devido a falta de oportunidades dentro do estado na época que eu comecei minha carreira”, declarou Lorena.

Com o seu grande hit ‘Brand New Day’ de 2008, em parceria com Dj Filipe Guerra, Lorena Simpson se consagrou na House Music internacional, levando seu nome ao destaque e ganhando mais espaço na área.

“Com certeza é importante ser uma representante feminina no meio artístico, e espero que as minhas conquistas possam ser inspiração para outras mulheres também.”

Seu mais novo trabalho, o single ‘Chama Que Vem’, ganhou um videoclipe super colorido e lindo, com referências de aspectos regionais e culturais do Amazonas. Sempre inovando e encorajando mulheres que pretendem seguir no meio musical no estado. 

“Tenha coragem e acredite em si mesma diante das possíveis dificuldades que irão aparecer. Também é importante lembrar a necessidade das mulheres se apoiarem entre si para fortalecer cada vez mais nossos lugares de valor no mundo!”

E para este dia tão especial, ela não deixou de mandar um recado para todas as mulheres.

“Muito amor e respeito a todas as mulheres maravilhosas que existem, com nossas semelhanças e diferenças! Merecemos, Podemos e Conquistamos! Feliz Dia Internacional da Mulher para nós!”

Celestina Maria

Nascida em família de músicos e apaixonada pelo samba, Celestina Maria conquistou os jurados do The Voice+ com sua voz e talento, passando da audição às cegas, para as próximas fase do reality.

Sua história na música é a prova de que mulheres não tem idade limite para alcançar seus sonhos e ganharem espaços, principalmente quando se canta em um gênero predominantemente masculino.

“Espero que as mulheres saibam se impor e fazer valer suas vontades, seus direitos, que não tenham medo de sonhar. Sabendo sempre que podemos ir aonde quisermos, queremos muito respeito! E viva o Dia Internacional da Mulher”, declarou Celestina.
Lucilene Castro

Com mais de 25 anos de carreira, oito discos gravados e várias produções nesse período, Lucilene Castro é um nome presente na cena musical amazonense, transitando do boi-bumbá ao samba, ela conta as dificuldade que sofreu na sua trajetória.

“Ser artista no Amazonas independente do gênero é muito difícil, ser mulher é uma tarefa maior ainda, sofremos muito preconceito, principalmente na cena musical, é uma área que você precisa está a noite disponível, você precisa sair, voltar as vezes em horários perigosos e precisamos ter uma coragem redobrada. É bem complicado, ser mulher, ser artista, em um país que ainda infelizmente é tão machista.”

Além de ser uma intérprete super versátil nos palcos e consolidar seu nome, Luciene Castro luta por mais respeito as mulheres da música e é solidária aos novos nomes que buscam espaços e destaques.

“Para aquelas meninas que estão querendo enveredar para área artística, ou qualquer área que desejam, sigam em frente, com fé com coragem, com luta e determinação.”

“E a todas as mulheres, guerreiras, amazonidas, indígenas, meus parabéns e que a luta que estamos travando até hoje ela não seja em vão, que todas nós tenhamos coragem para seguir em frente e lutarmos por aquilo que acreditamos e pelos nossos ideias.”

Atualmente, mulheres que produzem artes estão ganhando cada vez mais espaços e destaques, mas a luta por igualdade, contra o machismo e por mais respeito ainda continua, precisamos dar voz a essas figuras tão importantes que fazem histórias no Amazonas.

 

 

 

 

Fotos: Demi Brasil / Reprodução / Divulgação

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias