terça-feira, maio 28, 2024

‘Réveillon Sustentável’ da Prefeitura de Manaus recebe certificação Selo Sustentabilidade Tesouro Verde do BMV

A sustentabilidade ambiental marca o retorno do Réveillon da Prefeitura de Manaus que, nesta edição, leva o tema “Manaus, Floresta Viva” e vai ocorrer em três pontos da cidade: praia da Ponta Negra, zona Oeste; orla do Amarelinho, no bairro Educandos, zona Sul; e no shopping Phelippe Daou, bairro Cidade de Deus, zona Norte. O evento, realizado por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), na praia da Ponta Negra, recebeu o ‘Selo Sustentabilidade Tesouro Verde’, concedido pelo Grupo Brasil Mata Verde (BMV).

A certificação foi adquirida por meio da aquisição de 162 Unidades de Crédito de Floresta homologadas dentro do programa BMV, que atesta o compromisso com a proteção, preservação de floresta nativa e do meio ambiente pela organização do evento.

Conforme o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, a exemplo do que ocorreu no #SouManaus Passo a Paço e na última edição do Boi Manaus, o Réveillon 2023 também terá ações sustentáveis.

“Estamos entregando para população manauara muito mais que uma grande festa de virada de ano, estamos comprometidos com a preservação do meio ambiente e com as futuras gerações. E os grandes eventos realizados pela prefeitura, conforme pedido do prefeito David Almeida, levam em consideração a redução dos impactos sobre o meio ambiente. Mais que uma tendência, a adoção de práticas sustentáveis é uma necessidade. Além disso, teremos no réveillon queima de fogos de baixo ruído, emissão de carbono zero e geração de energia limpa. É importante frisar que o grupo BMV também está certificando o réveillon do Rio de Janeiro”, ressaltou o presidente.

A metodologia desenvolvida pelo BMV conta com o respaldo científico da Universidade Estadual Paulista (Unesp), que verifica a aferição da biodiversidade das florestas que integram os projetos. Além disso, todo o protocolo é chancelado pela principal certificadora do mundo, especializada em inspeção, testes e certificação ambiental, a suíça SGS, garantindo que a operação seja a mais sustentável possível.

“A Prefeitura de Manaus está saindo na frente com a do Rio de Janeiro, produzindo eventos sustentáveis e investindo na conservação da floresta amazônica. E mostrando para o restante do país que os grandes eventos cuidam do meio ambiente, mitigando os impactos ambientais para o bem-estar da população”, comentou a economista Maria Tereza Umbelino de Souza, CEO e fundadora do Grupo BMV.

Descarte correto e plantio de mudas

Nos três pontos onde será realizado o evento, a estimativa é que sejam geradas e recolhidas 100 toneladas de resíduos, que serão destinadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) para cooperativas de reciclagem de lixo da cidade. Além disso, a secretaria realizará o plantio de aproximadamente 7 mil mudas, em 13 pontos da capital amazonense, incluindo parques, igarapés, avenidas e residenciais.

“Em parceria com a Semmas faremos a destinação adequada de todo o material gerado durante os eventos, dentro das melhores práticas ambientais e, ao mesmo tempo, proporcionar às cooperativas uma oportunidade de geração de emprego e renda no final do ano”, informou Oliveira.

Unidades de Crédito de Sustentabilidade (UCS)

O investimento nas Unidades de Crédito de Sustentabilidade gerou os seguintes benefícios:

– Área Preservada de Florestas Nativas: 2.131,58 m²

– Emissão Evitada de Carbono (Carbono Estocado): 162,00 tCO2e

– Madeira Armazenada: 55.86 m³

– Preservação de Espécies de Fauna Por Hectare: 1.749,00

– Preservação de Espécies de Flora Por Hectare: 546,00

– Preservação de Fluxo Hidrológico em Litros Por Ano: 7002.24 L/Ano

– Área de Produção Apoiada: 1.065,79 m²

– Apoio a Recuperação de Área: 95,92 m²

Ao adquirir o Selo Sustentabilidade Tesouro Verde, lastreado em UCSs, a Prefeitura de Manaus recebe um documento criptografado por meio de blockchain no qual constam informações como o período compensado, o total de hectares de mata nativa preservados, a quantidade de CO2 estocada e o número de espécies de fauna e de flora preservadas, entre outros. Esse mesmo documento tem o número de série da propriedade e também um selo em QR Code no qual é possível, inclusive, identificar em que propriedades e em qual ano os ativos foram originados.

Sobre o Grupo BMV

O Grupo Brasil Mata Viva é uma greentech brasileira que atua de forma completa na estruturação de negócios para o mercado ESG, com novas soluções para antigos problemas, de forma integrada, inovadora, demonstrável e confiável, tendo como base a tecnologia.

Tendo como missão viabilizar a conservação da biodiversidade e ecossistemas das florestas nativas em todo o Brasil, apoiando as comunidades adjacentes, líderes ambientais e responsáveis legais de cada área, o BMV oferece produtos e programas para investidores, produtores rurais, empresas, governo etc.

A empresa foi destaque na COP 26, apresentando o único case que atendia todos os requisitos, para ser uma inovação em temas relacionados a mudanças climáticas. O BMV utiliza tecnologias como blockchain, que permitem a rastreabilidade de todas as etapas.

 

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias