sexta-feira, abril 12, 2024

O circo está na rua: Festival gera entretenimento e valoriza o artista circense local

Respeitável público, foi dada a largada para o 3º Festival de Circo do Amazonas. O lançamento aconteceu neste domingo (26/03), no Teatro da Instalação, com o espetáculo de estreia, “A excêntrica família de Clowns”, da companhia teatral Língua de Trapo. Até o dia 2 de abril, diversas atrações, com o protagonismo da arte circense, serão levadas aos espaços culturais, escolas, hospitais, instituições, comunidades da capital e do interior do estado.

O festival faz parte do calendário de eventos do Governo do Amazonas, organizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa. A data escolhida é uma homenagem ao Dia do Circo, celebrado em 27 de março, culminando com o Dia Mundial do Teatro. “O Festival de Circo do Amazonas vem para fortalecer esta arte milenar que deriva para várias outras, como o teatro, a dança, as performances e o palhaço, que é um símbolo inigualável que a gente se identifica de imediato”, comenta o gerente de evento da secretaria de Cultura, Denis Carvalho.

No picadeiro ou no palco, o festival abre um leque de oportunidades à classe artística. O ator, diretor de teatro e dramaturgo, Hely Pinto, completou 30 anos de carreira e reconhece a importância da iniciativa.

“A gente ficou dois anos parados e, para gente que trabalha com isso, é viver dentro de uma jaula. O ator é liberto. É formidável estar aqui (no teatro), de chamar esse público de volta e estar presente, trazendo o que é o teatro, teatro vida, teatro vivo”, comentou Hely, que integra o elenco do espetáculo de estreia do festival, ao lado dos artistas Fagner Coelho e Erismar Fernandes.

Ainda no Teatro da Instalação, a dupla formada por Odney e o boneco Luizinho levou animação e arrancou sorrisos da plateia.

A acadêmica do curso de teatro da Universidade Estadual do Amazonas, Marilta Figueiredo, aplaudiu a iniciativa do estado. “Nós temos artistas talentosos do circo só que eles não têm oportunidade de se apresentar em algum local, então acho que essa oportunidade que está sendo dada, através deste festival, muito importante para eles e para todos os artistas”, comenta.

O autônomo, Eduardo Henrique Pinto, natural do estado de São Paulo, levou os filhos Marcelo Henrique e Ana Vitória para o espetáculo de estreia. “Hoje eu vejo as crianças muito fechadas, com pouca interação com outras crianças, então trazendo elas para essa vivência, você vai transformá-las de outra maneira”, avalia.

Formação

Nesta edição do Festival de Circo do Amazonas, além das apresentações, se destacam as oficinas de formação em artes circenses como inscrições gratuitas no link disponível na bio da @culturadoam. São oficinas de malabares, acrobacia aérea, palhaçaria, pirofagia, de preparo físico para o circo com vagas disponibilizadas no Centro Cultural Barravento, rua Jonathas Pedrosa, na Praça 14 e, de vivências circenses, no bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus.

Para o diretor da Associação de Artistas Circenses do Amazonas, Anilton Santos, o movimento gerado pelo festival também representa oportunidade de emprego e visibilidade ao artista. “Hoje nós estamos comemorando o festival de circo, que no primeiro ano conseguimos contemplar 68 artistas e no segundo, ano passado, o salto foi para 220 e, neste ano, estamos tentando chegar em 250 artistas”, disse o diretor.

Programação

O Circo Kroner, montado no estacionamento da Arena Amadeu Teixeira, no bairro de Flores, entra na programação do 3º Festival de Circo do Amazonas. No local, do dia 27 a 31 de março, das 9h às 11h, alunos da rede pública de ensino terão a oportunidade de prestigiar as atrações promovidas pela Associação dos Artistas Circenses do Amazonas e do coletivo que faz parte do circo em turnê em Manaus.

Durante a semana, atividades também serão levadas aos hospitais, instituições filantrópicas, comunidades da área urbana e nos municípios de Manaquiri e Itacoatiara (Vila do Engenho, Novo Remanso e Lindóia).

Nos dias 30 e 31 de março e 1º de abril, a partir das 17h, a programação segue para o Parque Rio Negro, na rua Beira Mar, no bairro do São Raimundo, zona centro oeste. O local irá receber atrações circenses e espetáculos abertos ao público.

O Teatro Amazonas entra na programação do festival, no dia 2 de abril, às 11h, com a apresentação do espetáculo “Sarau do Feupuudo”. Entrada gratuita.

Foto: Marcio James

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias