sexta-feira, abril 12, 2024

Manaus realiza primeira grande ação de campanha de combate à exploração sexual

Dando continuidade às atividades da abertura oficial da campanha municipal “Maio Laranja”, de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, e alusivas ao dia 18 de maio, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), com apoio logístico do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), realizou, nesta quarta-feira (3/5), uma caminhada de sensibilização no centro histórico da capital, marcando, também, a realização da primeira grande ação da campanha.

A concentração teve início em frente ao Relógio Municipal, na avenida Eduardo Ribeiro, e seguiu até o largo de São Sebastião, na rua 10 de Julho, distribuindo material informativo aos pedestres presentes ao longo do percurso.

“Hoje, pela parte da manhã, estivemos na Câmara Municipal de Manaus realizando uma abertura formal das nossas atividades, mas agora estamos aqui, estamos nas ruas da cidade de Manaus, para realmente chamar a atenção de toda a sociedade para este problema tão presente em nossa realidade. E é para isso que serve esta campanha: para chamar a atenção, para denunciar, fazer com que as pessoas saiam de sua zona de conforto e comecem a agir também na proteção de nossas crianças e adolescentes”, afirmou o titular da Semasc, Eduardo Lucas.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Graça Prola, também destacou a importância de ações de abordagem mais direta e próxima da população, explicando que, apesar dos esforços do poder público, ainda há muito trabalho a ser feito na capital amazonense.

“Nós ainda não temos um panorama satisfatório na cidade de Manaus. A Secretaria de Segurança Pública e a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente já registram, somente neste ano, até o mês de maio, 49 notificações de casos de estupro. Precisamos derrubar mitos em torno desse tema, precisamos dar visibilidade a esse crime que, em muitas das vezes, acontece bem perto de todos nós”, explicou Prola, que também é subsecretária de Políticas Afirmativas para Mulheres e Direitos Humanos.

Além do apoio por parte do IMMU, a ação contou ainda com a participação das secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf), de Educação (Semed), por meio da banda marcial da escola municipal São Vicente de Paula, Defesa Civil, Fundo Manaus Solidária, Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), conselheiros tutelares e Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

“Toda essa intersetorialidade da campanha e a diversidade dos parceiros envolvidos é essencial para que seja possível estabelecermos um fluxo de atendimentos e ações qualificadas, humanizadas e que consigam garantir a identificação e resolução de situações tão graves como as de abuso e exploração sexual presentes em nossa cidade”, explicou a diretora do Departamento de Proteção Social Especial da Semasc, Neila Sardinha.

O coordenador-geral dos Conselhos Tutelares de Manaus, Manoel Júnior, também enfatizou a importância dessa atuação conjunta entre as diferentes partes do poder público no processo de construção de uma realidade mais segura e acolhedora para crianças e adolescentes, sobretudo para aqueles em estado de vulnerabilidade social.

“A Prefeitura de Manaus está de parabéns em abraçar essa causa, essa luta é a que o Conselho Tutelar busca todos os dias na cidade de Manaus. Hoje é um momento muito especial para todos nós e para nossos parceiros, justamente por podermos unir forças com a prefeitura no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes”, concluiu.

Representando o Núcleo de Assistência à Criança e Família em Situação de Risco (Nacer), uma das OSCs presentes na caminhada, o psicólogo Aleson Macedo afirmou que a ação fortalece a todos os membros da Rede de Proteção Social, possibilitando ainda a promoção de outros serviços e entidades fora do poder público, como o próprio Nacer, fundamental para o processo de conscientização e desenvolvimento do sentimento de segurança social.

“A força que a campanha proporciona é muito importante para nós que estamos na ponta, pois ela nos proporciona voz. No dia a dia, muitos têm dificuldade de conscientizar a população de forma coletiva, mas quando todos se unem por uma mesma causa, ganhamos uma força diferente, maior”, explicou.

Campanha Maio Laranja

Alusiva ao Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado no dia 18 de maio e marcado por ações de sensibilização e orientação sobre o tema em todo o país, a campanha “Maio Laranja” tem como objetivo orientar crianças, adolescentes, pais e a sociedade a identificar e denunciar situações de abuso e exploração sexual ao longo de todo o mês.

A data faz memória à menina capixaba Araceli Crespo, sequestrada, drogada, espancada, estuprada e morta em 18 de maio de 1973, aos 8 anos de idade.

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias