sexta-feira, dezembro 1, 2023

Após seis anos sem reajuste, Prefeitura de Manaus anuncia novo valor da tarifa do ônibus e garante aumento salarial aos trabalhadores do setor

O prefeito de Manaus, David Almeida, ao lado do diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Paulo Henrique Martins, anunciou nesta sexta-feira (19/5), que a partir do domingo, 21/5, a tarifa do transporte coletivo da capital passa a ser de R$ 4,50. O reajuste se fez necessário após mediação pelo prefeito das negociações entre os Sindicatos dos Trabalhadores do Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM) e das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), de modo a não colapsar o sistema. Há seis anos a capital amazonense não tinha reajuste no valor do serviço.

O aumento de R$ 3,80 para R$ 4,50 representa uma correção de 18,42%, percentual inferior à metade da inflação (IPCA) acumulada entre fevereiro de 2017 a abril deste ano, que foi 38,72%, a última vez em que a tarifa havia sofrido aumento.

“Ficou insustentável manter o mesmo valor da passagem. Este ano, nós tínhamos uma perspectiva, com o aumento do custo, com o aumento do salário dos servidores, que chegaríamos a um custo de R$ 550 milhões (com o transporte coletivo). Isso é maior que o orçamento de quase todas as secretarias, só perdendo para Saúde e Educação, e não temos condições de manter isso. Com essa conversa, não teremos mais greve, garantimos o direito ao reajuste salarial dos trabalhadores do setor e reajustamos o mínimo possível a tarifa”, enfatizou o prefeito.

Fatores

É importante destacar que a decisão foi tomada levando em consideração diversos fatores, como o aumento dos custos operacionais, que de fevereiro de 2017 a abril de 2023, acumularam os seguintes percentuais: combustível (40%), peças e acessórios (70%), salário de operadores (24,66%), o preço litro do óleo diesel (91,96%). A folha de pagamento dos trabalhadores rodoviários corresponde a 45% do valor da tarifa.

Destaca-se ainda a queda de demanda, neste período, de 21 milhões para 11,3 milhões, sendo um fator relevante para o aumento da tarifa de remuneração.

Apesar dos custos crescentes do sistema nos últimos anos, na atual gestão houve um investimento contínuo, como melhorias na frota e na busca pela modernização do transporte coletivo.

O valor da nova tarifa, importante ressaltar, também está alinhado aos praticados em outras cidades da região. Mesmo com o reajuste, a tarifa em Manaus continua sendo uma das mais baratas do Brasil.

David Almeida destacou ainda que, mesmo com o aumento no valor da passagem, a Prefeitura de Manaus seguirá subsidiando R$ 3,02 por usuário.

Preço congelado

“Manaus era a única capital do Brasil que não havia aumentado a passagem nos últimos seis anos. Mesmo com esse aumento para R$ 4,50, Manaus ainda tem uma das mais baratas entre as capitais do Brasil. Estamos em 19º no país. O custo era muito alto. Mesmo com esse reajuste, vamos continuar subsidiando R$ 3,02 por passagem. Esse reajuste também vale para a meia-passagem, que agora custará R$ 2,25”, ressalta.

Cenário nacional 

Na última década, a cidade de Manaus figurou como a segunda capital brasileira que menos reajustou a tarifa do transporte público. E nos últimos seis anos não houve nenhum aumento.

A Prefeitura de Manaus investe, anualmente, R$ 400 milhões para subsidiar o valor atual da passagem. Em 2022, esse valor chegou a R$ 405 milhões. Além disso, o governo do Amazonas repassa R$ 156 milhões para garantir a gratuidade do serviço a 170 mil estudantes, das redes municipal e estadual.

Reforço da frota

Dando continuidade às ações de renovação da frota de coletivos urbanos, desde o início da gestão, o prefeito David Almeida já entregou 210 novos veículos que foram incorporados aos 1.108  já operantes na cidade. A estimativa é que até o final deste ano sejam entregues à população mais 150 novos ônibus, oferecendo mais comodidade aos usuários, como destacou o diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins.

“A gente não pode esquecer que ao longo deste período foram feitas melhorias no transporte coletivo. Foram adquiridos mais de 250 novos ônibus, e temos a previsão da chegada de 150 novos veículos ainda em 2023, e 200 para 2024. Esse investimento vai melhorando a qualidade. Temos o monitoramento nos terminais, as câmeras centros dos ônibus, os veículos com ar-condicionado e isso é fundamental para que a população tenha um serviço melhor diariamente”, afirmou.

Novos investimentos

Os terminais de integração estão sendo reformados e recebendo a modernidade que a população merece. A prefeitura entregou o Terminal 2 (T2), localizado no bairro da Cachoeirinha, totalmente reformulado. Foram realizadas reformas nos banheiros, pinturas, aplicação do piso tátil para reforçar a segurança de pessoas com mobilidade reduzida e idosos, TVs de LED para informar o horário dos ônibus e câmeras de leitura fácil que estão reforçando a segurança dos usuários e combatendo delitos no local. São modernidades e investimentos que os passageiros precisam para ter uma viagem com conforto, segurança e qualidade.

O prefeito, em busca de promover a acessibilidade e aprimorar o transporte em Manaus, assinou as ordens de serviço para a reforma do Terminal 3, localizado na Cidade Nova, e a construção do Terminal 7, situado na avenida Torquato Tapajós, ambos na zona Norte da cidade. Esses investimentos têm como objetivo principal proporcionar aos usuários do transporte público urbano um serviço de qualidade, segurança e agilidade, garantindo assim um acesso mais eficiente aos passageiros.

Em Manaus, a demanda pelo transporte público é expressiva, com aproximadamente 520 mil passageiros utilizando esse serviço diariamente. Esse número evidencia a importância de investir na melhoria e na eficiência do sistema de transporte, garantindo que essa grande parcela da população possa se deslocar de forma acessível, confortável e segura pela cidade.

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

spot_img

Últimas Notícias