sábado, maio 18, 2024

Primeira noite de apresentações do 65º Festival Folclórico do Amazonas reúne nove mil pessoas

O prefeito de Manaus, David Almeida, declarou aberto, na noite desse domingo (11/6), o 65º Festival Folclórico do Amazonas (FFA), que em sua primeira noite de programação atraiu um público de nove mil pessoas para o Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), localizado no Distrito Industrial, zona Sul. A festança iniciou com a tradicional “Festa das Luzes”, com uma queima de fogos que iluminou toda a arena de apresentação das danças e, de forma inédita, o FFA contou com a presença do cantor nacional JM Puxado.

O prefeito de Manaus, David Almeida, destacou a união de esforços da Prefeitura de Manaus e governo do Amazonas para resgatar a tradição do festival folclórico na bola da Suframa. “Nós temos, pela primeira vez na história, após 65 anos, uma atração nacional para o evento, pagamos o fomento a todas as danças antecipadamente, aumentamos o repasse, melhoramos toda a estrutura, para que elas pudessem ter condições de fazer suas apresentações e acima de tudo dar a Manaus um espetáculo de qualidade. Eu posso dizer que eu estou muito feliz porque eu participava, eu vinha a pé da minha casa, do Morro da Liberdade, aqui para o tablado da bola da Suframa”, disse David Almeida.

O evento é promovido pela Prefeitura de Manaus, em parceria com o governo do Amazonas, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC) e mais de 20 serviços públicos que compõem a Matriz de Responsabilidade dos grandes eventos na cidade de Manaus coordenada pelo Centro de Cooperação da Cidade de Manaus (CCC) e Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

De acordo com o diretor-presidente da Manauscult, Osvaldo Cardoso, o Festival Folclórico do Amazonas é um dos mais antigos e tradicionais festivais da região Norte, além de movimentar toda a cadeia cultural da cidade e gerar emprego e renda.

“Esse, que é um dos grandes eventos do calendário cultural de Manaus, este ano, atendendo determinação do prefeito David Almeida, imprimimos um ritmo diferente, tanto na organização do evento quanto na participação dos grupos. Também atendemos todos os pleitos do segmento folclórico e hoje o resultado é essa entrega linda com a participação maciça da população. Esse é o resgate cultural que estamos perseguindo”, enfatizou o diretor-presidente da Manauscult, Osvaldo Cardoso.

“E com a junção de forças, do deputado Abdala Fraxe, governo do Estado do Amazonas, com a Câmara Municipal de Manaus, com o vereador Alonso Oliveira, que é o presidente da Comissão de Cultura, nós só podemos fazer um grande trabalho, se nós tivermos essa união de forças e graças ao prefeito David Almeida foi possível fazer isso”, finalizou Cardoso.

Neste domingo, na modalidade “Mostra folclórica”, se apresentaram os grupos Star Hits, Explosão de Manaus, Junina Cabocla, Junina Girassol, Ciranda do Aleixo, Baru Junina, além da atração nacional, o cantor e compositor de forró, xote e pisadinha, JM Puxado. Ao longo da semana, as apresentações acontecerão sempre entre 20h e 23h.

Considerado uma das manifestações folclóricas mais tradicionais do Amazonas, os grupos estão divididos em 12 modalidades, entre as quais danças como quadrilhas, cirandas, cacetinho, tribos, danças nacionais, internacionais e nordestinas. A categoria Ouro do Festival Folclórico do Amazonas, onde os bois de Manaus se apresentam, é promovida pela SEC.

Gastronomia

Este ano o governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus realizaram a doação de 30 barracas às instituições sociais assistidas pelo Fundo de Promoção Social (FPS) do Estado e pelo Fundo Manaus Solidária (FMS) do município, para compor a feira gastronômica do festival, operando com a venda de comidas e bebidas.

As barracas estão localizadas próximas à arquibancada do anfiteatro e funcionarão durante todo o evento, iniciando a venda de produtos às 18h, com preços variando entre R$ 5 a R$ 35.

No cardápio do festival, estão comidas regionais e típicas dos festejos, como bobó de camarão, carne de sol, tacacá, farofa de camarão, milho cozido, maçã do amor, pamonha, bolo de macaxeira, cachorro-quente, batata frita, sanduíches, pizza, entre outros pratos.

Mostra Folclórica

Entre as novidades deste ano, atendendo a um pedido dos grupos folclóricos, a Manauscult concedeu a oportunidade de apresentação, nos dias 11 e 12 de junho, para danças inéditas que nunca participaram do Festival Folclórico do Amazonas. Serão 18 grupos folclóricos se apresentando, pela primeira vez, após oito anos de espera por novo cadastro.

Histórico

Desde 1957, o Festival Folclórico do Amazonas reúne as manifestações folclóricas presentes nos bairros de Manaus e tem a participação especial dos bois Garanhão, Brilhante e Corre-Campo.

O festival inicialmente acontecia no centro de Manaus, onde hoje está localizado o Colégio Militar. Após 1979, com a instalação do colégio, ele foi realizado no Parque Amazonense, no Estádio da Colina e no antigo Estádio Vivaldo Lima, o Vivaldão.

Mas foi na praça Francisco Pereira da Silva, mais conhecida como “bola da Suframa”, que o evento ganhou força e se tornou ainda mais conhecido na cidade. Mais tarde foi criado o Centro Cultural dos Povos da Amazônia, que abriga a festa por muitos anos.

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias