domingo, março 3, 2024

Corpo de Dança do Amazonas se apresenta pela primeira vez no Teatro Nelson Rodrigues no Rio de Janeiro

Entre os dias 5 e 8 de outubro, o Corpo de Dança do Amazonas leva os espetáculos “Rios Voadores” e “TA – Sobre ser Grande” ao palco do Teatro Nelson Rodrigues, no Rio de Janeiro. As apresentações são inéditas na capital fluminense e fazem parte do projeto “Circulação Amazônica CDA 25 anos”. A entrada é gratuita.

O CDA é um dos corpos artísticos do Governo do Estado, coordenado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa. As apresentações estão inseridas no Programa de Ocupação dos Espaços da Caixa Cultural, que prevê investimentos para a ocupação das unidades, estimulando a democratização da cultura, por meio de uma programação diversa, a preços acessíveis.

Com a direção de Mário Nascimento, o CDA coroa a sua temporada nacional com a apresentação inédita no teatro do Rio. Ao longo de 25 anos de atuação, a companhia soma mais de 60 obras. “O CDA é uma das maiores companhias do Brasil, com obras realizadas com a participação de artistas convidados que, apesar de evidenciar a diversidade cultural, carregam a legitimidade da Amazônia. É a dança contemporânea do Amazonas, dando voz a nossa arte e cultura”, disse o titular da pasta de Cultura, Marcos Apolo Muniz.

Ainda pelo Programa de Ocupação Caixa Cultural, em 2024, a companhia percorre as cidades de Fortaleza (CE), Curitiba (PR) e Brasília (DF).

Espetáculos em cartaz

“Rios Voadores”, com apresentações nos dias 05 a 06 de outubro, às 19h, é um espetáculo de Rosa Antuña e traz à cena a importância da preservação do meio ambiente como ponto crucial para o equilíbrio do planeta. O termo “rios voadores” representa um fenômeno onde uma gigantesca massa de vapor de água vinda do oceano é somada à transpiração da floresta. O equilíbrio das chuvas em outras regiões do Brasil depende do equilíbrio da floresta amazônica e da formação dos rios voadores.

O espetáculo “TA – Sobre ser Grande”, de Mário Nascimento, com apresentações nos dias 07 de outubro, às 19h, e 08 de outubro, às 18h, reúne bailarinos para representar uma tribo da etnia Tikuna e expressar o sentimento de ser da região Norte. Para os Tikunas, povo originário do Amazonas, TÁ significa grande. Uma expressão curta e carregada de sentidos, já que a língua para esses povos é parte deles, os sons do ambiente fazem parte do idioma que se fala, além de revelar toda força de um povo que vive nessa amplitude, o Amazonas.

Para mais informações (21) 3509-9621 ou pelo www.caixacultural.gov.br

Foto: Rios Voadores – Michael Dantas

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias