sexta-feira, abril 12, 2024

Vacinação infantil em Manaus será intensificada a partir deste sábado

Para elevar a proteção da população infantil contra doenças imunopreveníveis na capital amazonense, a Prefeitura de Manaus inicia no sábado (13/5), mais uma campanha de multivacinação voltada para o público de 0 a 14 anos. A ação, que objetiva mobilizar pais e responsáveis para a atualização do cartão vacinal de crianças e adolescentes conforme o calendário básico nacional de imunização, segue até o dia 24/5, tendo o 20 de maio, como o Dia ‘D’ de Mobilização.

“Vamos seguir o cronograma definido pelo governo do Amazonas, que coordena a campanha em todo o Estado e orienta os 62 municípios a intensificar a busca do público infantil e jovem neste período, principalmente das crianças menores de 1 ano, com atraso na caderneta de vacinação”, explica a titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe.

De acordo com a secretária, durante a campanha de multivacinação, o município vai manter as 171 salas de vacina abastecidas com os 18 imunizantes indicados para a faixa etária de 0 a 14 anos, além de oferecer a vacina contra a Covid-19 e contra a Influenza, indicada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos. As vacinas estarão disponíveis em todas as unidades de atendimento, de segunda a sexta-feira, sendo que nove também estarão abertas aos sábados, das 8h às 12h.

“Já oferecemos todos os imunizantes na rotina de atendimentos e o que queremos neste momento é chamar a atenção das famílias para a necessidade urgente de verificar a caderneta de vacinação e atualizar as doses em atraso, evitando que as crianças estejam expostas e sofram com a sequela de doenças para as quais temos vacinas disponíveis”, observa.

Shádia destaca a preocupação das autoridades de saúde locais e nacionais com a baixa cobertura vacinal em todo o país, o que coloca a população em situação de vulnerabilidade para o aumento de casos ou a reintrodução de doenças graves que já haviam sido controladas ou erradicadas, como é o caso do sarampo e da poliomielite.

Cobertura

Dados da Semsa de 2022 mostram que, dentre as vacinas aplicadas no primeiro ano de vida, apenas a BCG, que é ofertada nas maternidades públicas após o nascimento, está com cobertura de mais de 100%. Todas as demais estão abaixo da meta de 95% preconizada pelo Ministério da Saúde, sendo a da febre amarela a de menor cobertura (66%), seguida da vacina contra o rotavírus (79,4%). A pneumocócica tem 90,3% de cobertura vacinal e as demais – Pentavalente, Poliomielite, Meningocócica e Tríplice Viral – têm entre 81% e 83%.

“São coberturas bem abaixo do esperado e precisamos reverter essa situação”, alerta a gerente de Imunização da Semsa, enfermeira Isabel Hernandes. Ela ressalta que as vacinas podem ser encontradas facilmente na rede municipal de saúde e que os pais e responsáveis precisam ter noção dos riscos de não vacinar as crianças, em especial no primeiro ano de vida, quando devem ser aplicados nove tipos de vacina, algumas com uma ou duas doses de reforço.

Isabel cita o ressurgimento de casos de poliomielite em outros países, de surtos de sarampo em outros Estados e, agora, um óbito na fronteira da Colômbia com o Brasil por conta da febre amarela. “São ameaças reais, que só vamos conseguir conter com a população vacinada”, afirma.

Calendário básico

As vacinas previstas no calendário básico infantil são: BCG, Hepatite B, Poliomielite VIP, Poliomielite VOP, Rotavírus, Pentavalente (DTP + HIB + HB), Pneumocócica 10-valente, Meningocócica C, Febre Amarela, Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola), Tetra Viral (Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela), Hepatite A, DTP (Difteria, Tétano e Coqueluche), DT (Difteria e Tétano), Papilomavírus Humano, Varicela, Meningocócica ACWY, dTPa (adolescentes grávidas).

Além disso, durante a campanha de multivacinação continuarão a ser oferecidas as vacinas contra a Influenza, para crianças de 6 meses a menores de 5 anos, e Covid, para todas as idades a partir de 6 meses.

As crianças e adolescentes devem estar acompanhados dos pais ou responsável, portando documento de identificação, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e o cartão de vacina. Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, não é mais necessário nenhum intervalo entre as vacinas do calendário básico e a vacina contra a Covid-19.

Estadual

O governo do Amazonas, a partir da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), com o apoio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas “Dra. Rosemary Costa Pinto” (FVS-RCP), programou o lançamento da Campanha de Multivacinação para o dia 13/5 e, no período de 15 a 24/5, a campanha acontecerá nos 62 municípios, sendo que o Dia ‘D’ da Multivacinação ocorrerá em 20/5 em todo o Estado

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias