sábado, maio 18, 2024

Confira a programação para o 56º Festival Folclórico de Parintins

O Governo do Amazonas apresentou, nesta quinta-feira, 22, a programação para o 56º Festival Folclórico de Parintins, que acontecerá nos dias 30 de junho, 1º e 2 de julho, na cidade. Este ano, o evento será pautado pelos pilares da Cultura, Turismo e Sustentabilidade.

As ações são coordenadas por diversas secretarias e reforçam o compromisso do Governo do Estado em incentivar uma das maiores manifestações culturais do país, que movimenta a cadeia produtiva do município, gera emprego e renda para o interior.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa vai fomentar o circuito cultural na Ilha Tupinambarana durante todo o Festival. Artes visuais, música, roteiro de visitação, incluindo o Centro Cultural de Parintins, o Bumbódromo, além de espaços de incentivo à economia criativa.

“Começamos nossas atividades no dia 26 com a Estação da Cultura, na Praça da Catedral, com atividades culturais e apresentações durante todo o dia. E, a partir do dia 28, ocorre a visitação ao bumbódromo para as pessoas conhecerem as curiosidades que envolvem o espaço. A Galeria da Cidade é também um dos pontos para as pessoas conhecerem as obras dos artistas de Parintins; e temos o Trio Panavueiro em que levamos o festival de Parintins para as ruas”, disse o secretário de Cultura, Marco Apolo Muniz.

Entre as atrações da cultura está o projeto ‘Parintins Galeria Cidade Aberta’, que recebe o apoio Coca-Cola Brasil e que consiste na revitalização de 10 muros de entidades públicas e privadas da cidade. Este ano, a segunda edição, contará com 11 espaços no roteiro. A curadoria da galeria a “céu aberto” é do historiador e antropólogo Diego Omar.

Outra ação da Secretaria de Cultura é a visitação pública ao Centro Cultural de Parintins, Bumbódromo. O espaço funcionará com esse propósito, do dia 28 de junho a 2 de julho, das 9h às 12h. O agendamento será pelo portal: cultura.am.gov; sendo 16 grupos por dia, cada um com 10 pessoas. A visitação terá duração de 40 minutos.

O ‘Estação da Cultura’, que concentra uma diversidade de manifestações artísticas, nesta edição, será montada na Praça da Catedral Nossa Senhora do Carmo, no Centro de Parintins, no período de 26 de junho a 2 de julho, das 9h às 17h.

O ‘Roteiro das Artes’ traz uma catalogação com todas as informações técnicas e ilustrações dos projetos artísticos e de economia criativa realizados pelo Governo do Estado no município. Nesta edição, serão elencados novos projetos da temporada bovina e a comemoração dos 35 anos do Bumbódromo.

Sustentabilidade

As atividades relacionadas à sustentabilidade vão ser realizadas por meio do “Recicla, Galera”, projeto também em parceria com a Coca-Cola Brasil, voltado a destinar a maior quantidade possível de resíduos para a reciclagem. A meta em 2023 é destinar corretamente 5 toneladas de resíduos. Para tanto, o “Recicla” atuará em três frentes distintas: gestão de resíduos, fortalecimento da Associação de Catadores de Parintins (Ascalpin), além de educação ambiental e voluntariado.

“Esse projeto é para integrar, mobilizar a comunidade, catadores, brincantes, voluntários e o comércio, numa dinâmica de transformar o Festival de Parintins próxima daquilo que é a nossa meta, que é um festival Lixo Zero, para que a gente possa oferecer uma experiência participativa também com a responsabilidade ambiental”, disse o secretário da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Eduardo Taveira.

Atrelado à destinação correta de resíduos, com a instalação de 36 ecopontos pela cidade e uma disputa de reciclagem entre as galeras no Bumbódromo, o “Recicla, Galera” visa ainda ampliar a geração de renda para os catadores de Parintins. Por isso, além de investimentos para estruturar a Ascalpin, toda a venda dos materiais coletados durante o Festival será feita por meio da Associação.
Turismo

A Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) investe em ações inéditas para o 56º Festival Folclórico de Parintins, como o programa ‘Brilha Amazonas’, que distribui painéis solares para empreendimentos turísticos, e a ferramenta “Amazonas To Go” de atendimento virtual ao turista, além da praça gastronômica e ampliação do turistódromo.

“Esse ano, o Governo do Amazonas entrega uma estrutura jamais vista em Parintins. Esperamos cerca de 120 mil pessoas na ilha, e mais uma vez vai ser um grande festival”, disse o diretor-presidente da Amazonastur, Gustavo Sampaio.

Turistódromo

O Turistódromo, espaço dedicado ao turista e que abriga serviços de atendimento de órgãos e instituições parceiras, terá sua terceira edição, desta vez, com espaço ampliado de 600 metros quadrados com instagramáveis e pintura corporal indígena gratuitos, localizado na praça da Igreja Nossa Senhora do Carmo.

O funcionamento será do dia 27 de junho até o dia 02 de julho, sendo na terça (27/06), quarta (28/06) e domingo (02/06) das 9h às 16h, e na quinta (29/06), sexta (30/06) e sábado (1º/07), das 9h às 17h. No espaço, será entregue um brinde para quem colecionar três carimbos de atrativos turísticos no passaporte personalizado distribuído pela Amazonastur, em Parintins, como uma forma de guardar recordações das aventuras vividas durante a viagem.

Ritmos na Ilha

A Amazonastur, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, vai levar atrações musicais e a transmissão do 56º Festival Folclórico de Parintins para ilha da magia com o “Ritmos na Ilha”. O evento tem entrada gratuita e será realizado na Rua Governador Leopoldo Neves, entre os dias 29 de junho e 2 de julho, próximo ao Bumbódromo. Os portões estarão abertos a partir das 19h.

Com ritmos que vão do tecnobrega até o forró e o pagode, as atrações começam logo após a transmissão da primeira apresentação no Bumbódromo, por volta de meia-noite e seguem até às 4h da manhã.

Tricicleiros

A reforma dos 150 triciclos, meio de transporte que se tornou símbolo da ilha Tupinambarana, foi realizada pelo Governo do Amazonas, incluindo pinturas e instalação de lonas novas na parte da estrutura, com a nova identidade do Festival. Os tricicleiros também receberam 200 uniformes novos, integram a Associação dos Tricicleiros Turísticos de Parintins (ATTP) e a Associação dos Tricicleiros de Parintins (Atpin).

Assistência Social

A Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) estará atuando, junto ao público do Festival com a Rede de Proteção e Sistema de Garantia de Direitos, em ações de abordagens e sensibilização contra a exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes e trabalho infantil. As atividades vão ocorrer entre os dias 29 de junho e 2 de julho.

O objetivo é atuar na prevenção e combate referente às condições de vulnerabilidade e violência aos quais as crianças e adolescentes possam se encontrar durante a festividade na cidade. Assim como atuar nas Central Integrada de Fiscalização (CIF), com intuito de fazer prevenção e combate referente às condições de vulnerabilidade e violência.

“A Seas atua apoiando todas as secretarias nessa identificação ao redor do bumbórdromo, durante o dia, nos bares, fazer a ronda com a SSP, junto às CIFs que vão ocorrer. Esse será o papel da Seas na garantia dos direitos das crianças e adolescentes”, comentou a secretária da Seas, Kelly Patrícia.

Justiça, Direitos Humanos e Cidadania

A Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) vai levar para Parintins a campanha “Boi-bumbá para todos”, com ações para sensibilizar, informar e prevenir violações de direitos humanos durante o Festival.

Os trabalhos iniciam, na segunda-feira (26/06), com foco em cinco públicos considerados mais vulneráveis em grandes eventos: população LGBTQIAPN+, crianças e adolescentes, mulheres, pessoas com deficiência (PCDs) e idosas. Pela primeira vez o Governo do Amazonas leva para Parintins uma equipe capacitada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) para atuar nas abordagens, identificação e soluções de casos.

“A Sejusc trabalhará no combate à violação dos direitos humanos, assim como garantindo o acesso das pessoas com deficiência ao Bumbódromo. Temos toda uma rede de proteção voltada para a defesa dos direitos da pessoa idosa, deficiente, crianças, adolescentes, mulheres e a população LGBTQIAPN+”, disse a secretária da Sejusc, Jussara Pedrosa.

Espaço Acessível

Nos dias do Festival, a Sejusc vai coordenar os trabalhos no espaço acessível dentro do Bumbódromo, que é fruto de uma parceria com a Secretaria de Cultura. Serão disponibilizadas 60 vagas diárias para PCDs e acompanhantes. O espaço atende a Lei 241/2015, que consolida a legislação relativa às pessoas com deficiência no Estado do Amazonas.

Matérias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Últimas Notícias